Uma noite ruim para os veteranos no UFC

Aconteceu de tudo nesta edição do Ultimate Fight Championship… É o que podemos dizer do evento realizado na noite de sábado (28) em São Paulo. Muita expectativa no retorno do “Dragão” após uma temporada afastado e vindo de derrotas, muitos belenenses aguardavam ansiosos por bons resultados. Mas ao contrário disso, a derrota brutal de Lyoto Machida na luta principal frustrou muita gente e o atropelo sofrido por Demian Maia na co-luta da noite, além das ofensas aos Brasileiros disparadas por Colby Covington, o nosso saldo positivo ficou por conta do Paraense Deiveson Figueiredo “Alcântara” o Deus da guerra, que selou sua vitória antes disso tudo, ainda no Card preliminar e acabou valendo a nossa noite.

 

Apesar do próprio atleta admitir que não foi uma das suas melhores performances dentro do octógono, o lutador da Marajó Brothers fez o suficiente para levar por decisão dividida uma luta difícil, embora tenha ensaiado várias finalizações. O encontro com Jarred Brooks aumentou a invencibilidade do Brasileiro que ágora soma 13 vitórias invicto, sendo 2 na organização, quebrando a invencibilidade de seu oponente e provavelmente garantindo presença em 3 de fevereiro no UFC marcado para acontecer em Belém. O resumo dessa luta foi uma trocação intensa entre ambos, que se consolidava com Brooks aplicando seu jogo de Wresttler levando Deiveson ao chão com boas quedas, mas deixando sempre o pescoço para as guilhotinas perigosas de Figueiredo que ainda chegou muito mais perto da finalização quando surpreendeu seu adversário com uma alavanca para trás (quase uma Kimura) assustando Jarred e levantando a torcida no ginásio do Ibirapuera em SP. Os três Rounds foram quase parecidos, com a mesma dinâmica por parte do lutadores que mantinham a temperatura do combate instável com expectativa de finalização ou nocaute. No final, coube aos jurados votarem pelos detalhes técnicos e darem a vitória para quem capitalizou mais pontos. Parabéns Deiveson e equipe Marajó Brothers pelo trabalho bem feito!

Comentários
Flavio de Jesus

Flavio de Jesus

Faixa Preta e Professor de Jiu-Jitsu. Formador de opinião. Ex praticante de Capoeira e amante das lutas. Pai de três, dedicado ao lar e as leituras. Esporte pode ser saúde, pode ser estilo de vida e pode ser tudo isso, depende do praticante.

%d blogueiros gostam disto: