Red Bull condena acidente em Baku: “Ambos estão errados”

Conselheiro da Red Bull na F1, Helmut Marko condenou Daniel Ricciardo e Max Verstappen pelo acidente que eliminou ambos do GP do Azerbaijão, afirmando que os dois pilotos possuem culpa igual pelo ocorrido.

Ricciardo e Verstappen duelaram por praticamente toda a prova, até que o australiano conseguiu superar o rival antes do pitstop. Porém, Verstappen retornou à pista à frente de Ricciardo em seu pitstop, o que proporcionou novos duelos.

Na reta principal, Ricciardo e Verstappen acabaram colidindo, o que resultou no abandono de ambos.

Visivelmente irritado pelo episódio, Marko comentou o lance em entrevista à emissora inglesa Sky Sports. “Nós deixamos os pilotos competirem e aí eles fazem isso. Ambos estavam errados”, comentou.

“Foi um acidente de corrida entre os dois. Não houve maior culpa de um em relação ao outro.”

Questionado se a Red Bull deveria ter evitado o acidente ao dar ordens de equipe, Marko disse: “Isso é contra nossa filosofia. Sempre deixamos os pilotos competirem, não queremos ter um piloto número um e outro número dois. Mas esperamos responsabilidade dos pilotos”, comentou.

Já os pilotos se mostraram mais preocupados em se desculpar com a equipe em vez de encontrar um único responsável pelo lance.

“É realmente decepcionante para a equipe. Perdemos muitos pontos de forma desnecessária”, disse Verstappen.

“Eu não acho que precisamos falar sobre quem foi culpado, porque, no fim, estamos correndo por uma equipe, estamos representando muita gente, e, quando isso acontece, não é bom para nós.”

“Antes disso, a disputa estava dura, mas justa. Demos espaço um ao outro. Claro, tivemos alguns toques de roda, mas, em corrida, isso pode acontecer.”

“Como piloto, você sempre vai em busca de cada milímetro. Claro que você não fica feliz quando bate com o companheiro de equipe, mas somos muito justos um com o outro, então nos falamos imediatamente depois da corrida.”

“Eu não acho que nos impedir de competir é o caminho, mas conversaremos sobre isso e vemos o que acontece.”

Ricciardo afirmou que ficou grato pelo fato de a Red Bull permitir que seus pilotos disputem posições. Quando questionado sobre como as coisas estavam com Verstappen, ele disse: “Não estamos muito chegados agora, mas é mais questão de pedir desculpas para a equipe da melhor forma que podemos.”

“Não queremos estar nessa situação. Sou grato pro eles terem nos deixado competir – especialmente a mim e a Max, que amamos correr. Isso é legal. Nós nos aproximamos em alguns momentos na corrida, nos tocamos, às vezes estivemos no limite.”

“Infelizmente, acabou da forma que acabou. Não é uma situação legal. Nós dois nos sentimos mal que tenha acabado assim. Para a equipe, é uma porcaria.”

Questionado sobre sua impressão do acidente, Ricciardo disse: “Eu achei que havia um espaço por dentro. Uma vez que eu estava lá, tive que me comprometer à manobra. Mas, sim, vamos dizer que eu estou de coração partido em pensar como a equipe deve estar se sentindo agora.”

Comentários
Raquel Luciano

Raquel Luciano

Jornalista

%d blogueiros gostam disto: