Há 15 anos Paysandu era eliminado da Libertadores pelo Boca no Mangueirão

Há exatos 15 anos, Belém do Pará parava para assistir ao jogo Paysandu x Boca Juniors (ARG), pela partida de volta da Taça Libertadores da América de 2003.

O dia 15 de maio foi um dia diferente não só pelo Mangueirão receber um dos times mais importantes do Mundo, mas pela greve dos rodoviários que assombrava a população de Belém e municípios vizinhos. Falando do jogo, o Paysandu enfrentava o Boca Juniors com avantagem do empate nas oitavas de final, já que o Papão venceu os argentinos na La Bombonera por 1 a 0, gol do atacante Yarlei.

Em Belém o clima era de festa. Mesmo com a greve de ônibus, o torcedor bicolor fez um espetáculo no mangueirão, que recebeu o seu maior público, com mais de 57 mil pessoas naquela noite de 15 de maio. Mas o enredo não foi como o torcedor bicolor planejava. O Boca Juniors teve a volta do atleta Schelotto, que fez toda a diferença na partida.

O drama do Paysandu começou cedo, logo aos 15 minutos do primeiro tempo, quando Schelotto precisou chutar duas vezes para marcar o primeiro dos argentinos. O Papão até conseguiu reagir com Lecheva, que empatou o jogo e deixou tudo igual em chute bonito.

Depois do intervalo o Boca Juniors mandou no jogo e fez o segundo em boa jogada de Schelotto, que cruzou para Delgado finalizar, marcado o segundo do Boca. Aos 23 o atacante Tevez passou pela zaga, invadiu a área e foi derrubado e marcado o pênalti. Schelotto bateu forte e ampliou para 3 a 1. E não demorou muito para o Boca ampliar com Schelotto novamente após ele mesmo ser derrubado na área pelo jogador Wellington. O maestro do Boca bateu o pênalti e fez 4 a 1 para os argentinos. O Paysandu tentou ainda levar o jogo para os pênaltis, após o gol contra de Burdisso, mas não deu tempo. Paysandu eliminado 2, Boca Juniors classificado, 4.

 

Comentários
%d blogueiros gostam disto: