F1 considera adotar rodas maiores para 2021

Uma fonte da F1 disse ao Motorsport.com que, no momento, é provável que a mudança será feita.

Quando questionado se ele concordava com isso, o diretor de provas da FIA, Charlie Whiting, disse: “Eu diria que sim. É parte do pacote que estamos discutindo.”

A Pirelli vem tentando a mudança há anos, até mesmo já fazendo demonstrações com conceitos dos pneus, com Charles Pic os utilizando em um teste com a Lotus, em 2014, e Martin Brundle em uma apresentação com um carro de GP2 em Mônaco, em 2015.

A empresa acredita que os pneus deste perfil, que já são vistos no WEC e Fórmula E, possuem mais em comum com a tecnologia de carros de rua do que os atuais de 13 polegadas, o que seria melhor para fins de marketing.

O argumento contra a mudança sempre foi de que isso teria grande impacto no desenho da suspensão, e, consequentemente, haveria um aumento de gastos, mas as opiniões estão mudando.

Algumas equipes até sugeriram para que a mudança acontecesse já em 2020, com os carros atuais. Contudo, o consenso é de que seria lógico esperar pelo grande conjunto de mudanças que virão em 2021.

O contrato de fornecimento exclusivo da Pirelli acaba em 2019, e uma mudança para as unidades de 18 polegadas seriam incluídas em qualquer proposta futura, o que estará aberto a fabricantes rivais.

A complicação seria que qualquer possível nova fabricante teria de desenvolver um pneu de 13 polegadas para uma única temporada, em 2020, antes da mudança para 18 polegadas.

Diretor executivo da Pirelli, Marco Tronchetti Povera, confirmou em Mônaco que a empresa italiana já está pronta para fazer a mudança.

“Estamos abertos”, disse. “Obviamente, eles precisam encontrar o regulamento certo e ter as equipes prontas para adotá-los.”

“Há um número de implicações aerodinâmicas, de suspensão e assim por diante. Quando as equipes estiverem prontas, nós estamos prontos.”

“Para nós, é sempre tecnologia. Estamos felizes com 13, estamos felizes com 18. Os pneus são mais visíveis, e quando maiores eles são, melhor é. Mas os desafios tecnológicos são diferentes.”

A prioridade para a Pirelli será organizar um programa de testes viável, o que exigiria um carro adaptado.

“No momento, ainda não discutimos isso em detalhes”, disse o chefe da Pirelli na F1, Mario Isola, ao Motorsport.com. “Porque não é apenas o regulamento de pneus que está faltando, mas todas as regras.”

“Dissemos que estamos pronto para fazer qualquer coisa que nos pedirem, com o tempo e os testes adequados. Essa é nossa posição.”

“Temos de fazer um plano apropriado. No passado, fizemos pneus diferentes, pneus mais largos, estamos sempre tentando seguir os pedidos da F1. Mas precisaremos de um carro adequado para testar. É uma situação similar à de 2016, com os pneus mais largos.”

Isola acredita que a mudança deveria esperar pelos novos carros de 2021. “Acho que 2020 está muito perto para uma mudança tão grande. Não faz muito sentido considerando que, em 2021, teremos outras mudanças, então é melhor fazer tudo de uma vez.”

Comentários
Raquel Luciano

Raquel Luciano

Jornalista

%d blogueiros gostam disto: